Conhecer a doença: os doentes em primeiro lugar é um projecto que tem por objectivo analisar a relação entre o saber experiencial da doença oncológica e o saber biomédico que lhe corresponde. Entrecruza assim a oncologia, as ciências sociais e a biomedicina.

O trabalho, desenvolvido no Ipatimup e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, teve como ponto de partida entrevistas a doentes oncológicos, cujas vivências, dúvidas e iliteracia em relação ao cancro impulsionaram a elaboração de uma série de booklets com a chancela da Direcção Geral de Saúde. Dedicados aos cancros de cólon, esófago, mama, próstata, pulmão, estômago, bexiga e tiróide, contêm uma linguagem acessível e educativa, capaz de desconstruir medos, mitos e termos médicos habitualmente incompreensíveis.